Notícias
Publicação, In www.cmjornal.xl.pt, 3.10.2011
20.03.2012
"Segundo Ana Coutinho, responsável pelos testes de paternidade no laboratório GenoMed, em Lisboa, nos dias de hoje já é possível, dependendo do volume de trabalho, obter resultados dos exames ao ADN em 48 horas. Porém, a média de entrega de resultados no laboratório onde trabalha pode ir até às duas semanas

Publicação, In http://medicosdeportugal.saude.sapo.pt, 15.11.2011
20.03.2012
"A GenoMed, um laboratório nacional que presta serviços na área da Genética e Patologia Molecular, tem vindo a verificar um aumento do número de pedidos de testes de paternidade. Só neste laboratório nos últimos dois anos verificou-se um crescimento médio de cerca de 50% ao ano. Uma maior informação e interesse por parte das pessoas em esclarecer questões de paternidade são as razões apontadas pela GenoMed como justificação do aumento da procura.

Os testes de paternidade têm como objectivo estudar a existência de uma relação de parentesco entre duas pessoas e baseiam-se no estudo do material genético ou DNA. Partem do facto de cada indivíduo herdar metade do DNA da mãe e a outra metade do pai. Consistem na análise de 15 marcadores genéticos STR (short tandem repeat - recomendados pelo Grupo de Línguas Espanhola e Portuguesa da Sociedade Internacional de Genética Forense) na mãe, filho ou filha e suposto pai."


Publicação, In GQ, 5.11.2011
20.03.2012
"A GenoMed disponibiliza dois tipos de testes de ancestralidade. Em regra, e a ter de escolher entre um, os homens devem preferir o teste Y-SNP, que analisa o ADN que nos é transmitido pela via paterna. As mulheres, pelo contrario, devem fazer testes DNAdmit, que analisa o ADN Mitocondrial, transmitido de forma matrilineal."


Publicação, In Quero Saber
20.03.2012
"A GenoMed, única empresa publica em Portugal a fazer estudos de ancestralidade abertos ao publico, falou-nos um pouco sobre as alterações que estes estudos têm sofrido desde que, em 2004, abriu a sua actividade.

Neste momento já poderá ser possível saber a contribuição relativa de ancestrais vindos de diversas partes do mundo e a proporção relativa da influencia sobre os genes de cada individuo (saber se somos maioritariamente europeus, ou se haverá misturas, significativas ou não, de genes vindos de África, Ásia, América ou Oceânia).

Para a GenoMed, existe também uma vertente educacional em torno destes testes de genética populacional, sendo por isso possível acompanhar o estado de cada estudo no mês em que o mesmo se desenvolve." In Quero Saber, 5.12.2011

Publicação, In Jornal i, 19.07.2011
20.03.2012
"A matéria-prima é o genoma Humano, a sequencia de ADN onde estão contidas todas as informações genéticas para as células funcionarem e o organismo cumprir as funções vitais. Os estudos mais comuns têm a ver com o diagnóstico ou a susceptibilidade a doenças - quando os investigadores procuram mutações ou genes já associados a patologias como o cancro ou a Doença de Alzheimer.

A GenoMed tem ainda uma parceria com um grupo de investigação de Santiago de Compostela que permite quantificar o grau de mistura: ou seja, com fundo paterno celta e linhagem materna fenícia, poderá perceber o que pesa mais no seu código genético."


Copyright © Genoration, 2019